Posts Recentes

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Sábado sem sol


A



Muito tempo eu não me sentia assim tão sozinha, parecia que todo mundo havia se afastado de mim na mesma hora e eu já estava cansada de conversar sozinha, queria dividir o que sentia com alguém, mas não havia quem. Estava começando a achar que aquilo era culpa minha, já que todos os meus amigos resolveram de uma vez só se afastarem ou me tratarem com indiferença. Será que eu estava fazendo algo de ruim e nem estava percebendo? Mas eu me lembro de ser uma pessoa normal como sempre fui, acho até que uma boa amiga, boa ouvinte, que guardava os segredos, que saia e me divertia, e agora eu não sei por que as pessoas não me chamavam pra sair, nem conversar e nem compartilhar novidades e segredos, estava me achando uma inútil, muito só e muito triste. Percebia que quando me chamavam pra algo era como se fosse uma obrigação e não por prazer da minha companhia e isso tudo é mesmo uma droga! Eu queria ter novos amigos que fizessem questão de mim e da minha presença, sentissem minha falta, me compreendessem, me ouvissem e me animassem, mas eu sou péssima pra fazer novas amizades e velha demais pra conseguir uma amizade de verdade, que não seja apenas interesse. E aqui chego eu mais uma vez ao nó da minha vida, que não afrouxa e me deixa tão infeliz.
                Estava eu mais um dia em casa sem absolutamente nada para fazer, assistindo televisão num tédio infinito, já havia cansado de chamar as pessoas para fazer qualquer coisa porque já sabia as respostas e as desculpas, já fui trocada por doença que nunca existiu, mensagem que nunca chegou, uma conversa pela internet que você pode ter outras vezes ou um programa idiota na televisão, eram sempre as mesmas desculpas, então me incomodar mais para que? Se quiserem me chamar que chamem, eu que não gasto mais minha saliva e nem os créditos do meu celular. Acho que é isso que afasta as pessoas, distancia amizades e deixam os adultos tão solitários. Mas eu não quero ser uma adulta sem amigos, sem compartilhar minhas alegrias com quem eu acho especial na minha vida, quem eu escolhi pra dividir parte da minha felicidade e algumas vezes tristezas também. Às vezes eu queria somente sumir para ver se as pessoas iam sentir minha falta, mas acho que meu medo maior seria que elas nunca sentissem... 
E assim meu sábado passou sem amigos e alegrias, mais uma vez.
Texto de minha autoria, por favor, se copiar credite! :)




3 comentários:

  1. Nao fique assim..as coisas sempre melhoram

    ResponderExcluir
  2. Ow vei... Eita calma ai Cotoco! Na boa, nunca mais sai contigo por incompatibilidade de horários entre a gente, e da ultima vez teve seu imprevisto lah, eu sinto sua falta sim vei... Nunca mais te abusei, nunca mais ouvi vc falar um Cabrunco, mandar eu me fuder, enfim vei, vamos marcar um fds desses ai p dar um rolé, vc tb tem q me falar sua agenda neh...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oun Maurete... é só um conto! Relaxe que não tem nada a ver com você! <3

      Excluir

Obrigada por comentar! Seu comentário é muito importante para nós.
Volte sempre :)

© Mero Detalhe - 2013. Todos os direitos reservados.
Design by: Colorize Desin .
Tecnologia do Blogger .