Posts Recentes

segunda-feira, 28 de outubro de 2013

O Poder e o seu Verdadeiro Eu


Eis que se ganha o poder, poder de comandar algo, de ter alguma coisa, fama, um poder aquisitivo maior ou coisa do tipo. E puuf! Como num passo de mágica a pessoa que era antes simplesmente se torna outra. Sim pessoas, “o poder” tem essa capacidade de transformação, emanada da sensação de superioridade, às vezes até parece que o indivíduo ganhou os poderes do Clark Kent! E aquela pessoa que você conheceu, sei lá... Na infância? Desaparece! Em seu lugar surge um “monstro” um ser “possuído”, movido por status, avareza e que só se interessa pelos “seus semelhantes”, que nunca tem tempo para o resto do mundo, com tanto que esse resto do mundo não seja tão “poderoso” quanto ele.
   Dinheiro é mesmo uma merda! (
Aaah Carlinha, então me dê o seu e seja feliz!) Veja bem... Quando eu falo em dinheiro eu estou falando de dinheiro em si  mas o que muuuuiito dinheiro provoca! Repare, você já ouviu quantas histórias felizes sobre divisão de herança ou de divisão de bens? Quantos políticos continuam tão corretos e cumprem suas promessas e se contentam somente com o seu salário?( Que não é pouco! Aaah vá! Me deixe viu?).
   Atualmente se vê de tudo por causa de dinheiro, filho matando os pais, mulher matando marido para receber seguro ou herdar algo, gente sequestrando, roubando para cada vez mais acumular dinheiro. Poder... Poder, Poder de que? De ser melhor que você e receber olhos e mais olhos de inveja, “reconhecimento” e algumas regalias.
   É natural do ser humano essa sede de poder, de querer sempre o melhor para você: Melhor emprego, melhores condições de moradia, conforto, lazer, etc. O que não é natural é se deixar mudar, perder a essência porque você conseguiu e agora tem uma conta bancária mais gorda que o vizinho.
    O poder também tem essa capacidade de mudar as pessoas ao redor, por exemplo, você tem sua vida de boa e do nada você ganha uma grana alta ou sei lá, vira ator de novela, pode ter absoluta certeza que váááárias pessoas, quais não davam a mínima para você vão aparecer te tratando como amigo de uma vida inteira. É incrível, parece um ritual: “Estou podendo”= muitos amigos= parentes de 10º grau orgulhosos de mim= muita gente me conhece e me viu crescer! Logico que toda a regra tem sua exceção, há pessoas que possuem algum tipo de poder e sua vida continua a mesma, mas isso é mais raro né? É por isso tudo que dinheiro é uma merda!
   Depois que já tinha escrito, fui dar uma pesquisada e acabei encontrando um texto do psicanalista e professor da UEM Raymundo de Lima com o título “O poder muda a pessoa”, e todas essas minhas especulações foram resultado de estudos de psicanalistas, filósofos e psicólogos.
   Olha só que legal, quando eu disse que toda regra tem sua exceção, Etienne La Boétie, filósofo francês, retrata bem isso: 
“Aí está a diferença entre um Fidel Castro e um Nelson Mandela. O primeiro e a maioria dos ditadores pretendem se eternizar no poder, o segundo, mais sábio, toma-o como transitório, evitando ser possuído pelo próprio.”
O texto trás também: “Do ponto de vista psicológico, observa-se que 
o poder faz o ocupante perder a própria identidade pessoal e assumir outra, contornada pela "fôrma" do próprio poder.” (Diga ai se eu não disse isso tudo?)
E ainda tem o psicólogo Ricardo Vieira, da UERJ, que trás uns indicadores e 3 deles eu falei no texto, de outra forma é claro: “
mudam as relações pessoais: os antigos companheiros poderão ser substituídos por novos”; altera o tratamento com o outroque torna-se autoritário com seus subordinados” e “mudam os antigos apoios e alianças. Aqueles que o apoiaram  chegar ao poder, transformam-se em arquivos vivos dos seus defeitos.”

O texto inteiro em disponível em: http://www.espacoacademico.com.br/008/08ray.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar! Seu comentário é muito importante para nós.
Volte sempre :)

© Mero Detalhe - 2013. Todos os direitos reservados.
Design by: Colorize Desin .
Tecnologia do Blogger .