Posts Recentes

terça-feira, 3 de novembro de 2015

Crítica Beasts of No Nation

Cá estou eu com mais uma crítica de um filme indispensável aos seus olhos. Mais uma vez inovando de maneira extremamente positiva, a Netflix, plataforma de vídeos on-demand trás à público o seu primeiro longa-metragem, e, como era de se esperar, a decepção não toma conta do expectador que o assiste.

Imagem

Beasts of No Nation, filme baseado no romance do autor Uzodinma Iweala, trás à tona o cenário da guerra civil na África, mais precisamente na Nigéria, onde Agu, interpretado pelo ator estreante – e que estreia! – Abraham Attah de 14 anos, vive tranquilamente com a sua família, tentando superar todas as dificuldades de uma vida que não inspira qualquer melhora, utilizando-se da sua criatividade para que pelo menos um sorriso esteja estampado no seu rosto. A vida do jovem então toma outro rumo quando um ataque de uma milícia na sua pequena cidade faz com que o mesmo se separe dos seus familiares, e desta forma, se veja sozinho numa floresta, e, logo após, capturado por um grupo de rebeldes armados.

Imagem

A partir daí, a inocência do garoto é testada, já que ele começa a ser inserido numa guerra que nunca quis fazer parte. A perda da inocência num cenário caótico como a guerra civil africana leva os expectadores mais atentos ao já visto em Cidade de Deus, já que, aos poucos, Agu, vai perdendo toda a sua fé em dias melhores, adentrando cada vez mais nas entranhas da selvageria. O ator Idris Elba com o seu personagem extremamente imponente de Comandante do grupo rebelde contribui diretamente para a desconstrução do garoto Agu, utilizando-se de discursos motivacionais e iniciações dos mais novos membros do bando de uma maneira visivelmente religiosa, pode-se dizer que o Comandante é o novo pai do jovem, que nessa idade, e naquele cenário, só deseja não morrer e simplesmente ser aceito.

Imagem

O filme é narrado por Agu, e, a cada novo ciclo da sua caminhada, o expectador sente a dor de um garoto que se perde tão cedo num caminho que muitas vezes não tem volta. O diretor é ninguém menos que o brilhante Cary Fukunaga, diretor da primeira e ESPETACULAR temporada da série True Detective, então deve-se esperar uma história extremamente tensa e imersiva que faz com que o ambiente sempre apareça ameaçador a cada “esquina”, onde se pode e se deve esperar o pior.

Beasts of no nation é um filme espetacular, que aborda um tema extremamente recorrente em filmes, mas, desta vez, sob os olhos de uma vítima inocente que acaba sendo fisgada pelo caos. Se você possui uma lista de filmes para assistir, faça o favor de colocar este no topo. O filme está disponível na Netflix e foi exibido em cinemas selecionados. Com toda certeza, pode ser uma surpresa no Oscar 2016.
Assista o Trailer:



Mudando um pouco de assunto para finalizar, gostaria de responder todos os comentários nas minhas últimas críticas, mas o blog ainda está com um problema, impedindo que isso seja realizado. Logo logo tudo será resolvido e eu responderei à todos!


Um beijo na sua alma!


Um comentário:

  1. Fiquei muito triste por não tem conseguido assistir ainda, mas anotei a dica.. adorei a proposta e pelo que vi vale a pena a história

    Beijos

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar! Seu comentário é muito importante para nós.
Volte sempre :)

© Mero Detalhe - 2013. Todos os direitos reservados.
Design by: Colorize Desin .
Tecnologia do Blogger .