Posts Recentes

quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Imprimindo Lembranças

Olá pessoal! Como vocês estão? Aqui está tudo tranquilo ^^

Então, como já havia falado nesse post aqui, eu sou uma colecionadora de lembranças, e uma coisa que adoro é olhar álbuns de fotos, toda vez que vou para o interior visitar minha mãe eu sempre olho as fotos antigas e mergulho de cabeça na nostalgia, é legal ver como éramos, quantas coisas mudaram e outras que continuam a mesma coisa.


Isso tudo me faz lembrar de como na minha infância fotografar não era uma algo muito acessível, até porque a câmera era cara na época, o filme também não era tão baratinho e além de tudo, para a gente ver as fotos ainda tinha que mandar revelar. Nas festinhas da escola, aniversários e eventos, nós confiávamos no fotógrafo da cidade, ele tirava sua foto lá, você rezava para ficar bom e só depois de alguns dias você iria poder ver o que saiu.

Quando se tinha uma câmera em casa tinha que fazer valer à pena as 36 poses do filme, pois uma foto tirada não podia ser “destirada”, já que não existia um botão de excluir como hoje, sem falar no cuidado que tinha que ter para não queimar o filme e nenhuma foto prestar. Só sei que mesmo assim rendia fotos originais, legais e super engraçadas.

Se você é mais novinho e não passou por isso aí, ou não lembra de ter passado, observe só como sua vida sempre foi fácil, tudo ao alcance do dedo, um celular pode muito bem substituir muitas câmeras por aí. E falando desse mundo totalmente tecnológico, eu lembro do dia em que peguei pela primeira vez uma câmera digital, foi num aniversário de uma amiga, era maior novidade, ver como ficou a foto ali na hora poder apagar se não gostar e tirar muito mais que apenas 36 “poses”(que bruxaria é essa mer’mão?).

Lembro-me também que juntava todas as amigas e passava a tarde inteira tirando fotos para atualizar o álbum do Orkut, kkkkkkkkk, estou uma velha mesmo viu? E quando ganhei a minha primeira câmera digital? Gente eu tirava foto de tuuuudo, era super expressiva e estilosa (só naquela época), e ainda tenho todas elas salvas em CDs e algumas na nuvem.

Bom, e exatamente onde eu quero chegar com essa conversa toda? Como eu mesma falei acima, é tão fácil e comum registrar um momento atualmente que a gente vai tirando milhares de fotos e armazenado em HDs, cartões de memória, celular, nuvem e tudo mais, e acaba deixando para depois, ou até esquecendo ter aquelas lembranças para a vida toda, como nossas avós e mães faziam ou fazem.

O “revelar” de hoje em dia é apenas uma simples impressão, bem mais rápida e com menor custo. Então porque vemos os álbuns das redes sociais abarrotados de momentos maravilhosos, mas não temos isso em nossas mãos sem a ajuda da tecnologia para poder ver? Será que vamos ser a geração que não vamos ter álbuns cheios de lembranças na prateleira da casa, para que nossos filhos e netos conheçam a época em que vivemos e como éramos? Será que é o fim daquelas fotos engraçadíssimas de família? Será que tudo vai acumular no HD e outras formas de armazenamento digital até que um dia eles deem um “bug” apague tudo e você fique apenas com a memória para recordar?

Calma Carlinha, deixe de drama! rsrs. Foi exatamente pensando nisso tudo, em como eu gosto tanto de recordar momentos, por adorar álbuns e querer que isso faça parte da minha vida, que eu decidir deixar o “depois eu imprimo” de lado e sempre que der eu separar foto para impressão (minha mãe agradece). E fiz isso recentemente, peguei uma dessas promoções maravilhosas que aparecem de vez em quando, e acabei imprimindo 50 fotos por 5 dinheiros, o difícil foi escolher apenas 50 fotos. 

Vejam só algumas delas que separei para vocês verem *---*:


Eu contei aqui no blog, nesse post aqui, como foi incrível esse show no comecinho desse ano. Pois é, não tinha crise e estávamos todos felizes e divando em Sampa, hoje não tem nem dinheiro para o presente de natal kkkkkkkk.


Também mostrei algumas fotos do pedacinho do verão que passei na ilha. O post foi esse aqui.


Essa viagem incrível ao Rio de Janeiro para ver minha banda favorita no Rock in Rio, Metallica, há dois anos atrás. Contei toda minha emoção nesse post aqui.


Alguns momentos legais de 2015, faltam outros tantos para imprimir, casórios, aniversário e o nosso São João arretado de bom.


Essas três coisinhas do amor são os presentes maravilhosos que ganhei dos meus pais. Luiz Vinícius (o da direita deitado no meu ombro), por parte de mãe, Joana (à esquerda de blusinha listrada) e Joaquim (abaixo), por parte de pai. Hoje eles já tem 3, 1 e 3 anos de idade, respectivamente.


E você aí? Tem mania de tirar suas fotos do mundo digital ou apenas vai acumulando? Compartilhe sua história com a gente, imprima suas lembranças e fique de olho nas promoções!


Beijinhos e até a próxima :3

4 comentários:

  1. Que bom. Curto esse momento nostálgico. Tenho uma caixa tesouro onde guardo todas cartas de amigos, de aniversário, momentos importantes e saudáveis.
    Https://falaele.com. br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que maravilha Tom!
      É muito bom poder "reviver" esses momentos ^^
      Obrigada pela visita.
      Beijos

      Excluir
  2. Ainda revelo muita foto! Principalmente de cosplays meus e quando tem algumas com pessoas importantes.

    Zona de Conspiração | Fanpage | Canal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É sempre bom ter essas lembranças guardadas, adoro!
      Volte sempre!
      Beeijos

      Excluir

Obrigada por comentar! Seu comentário é muito importante para nós.
Volte sempre :)

© Mero Detalhe - 2013. Todos os direitos reservados.
Design by: Colorize Desin .
Tecnologia do Blogger .