Posts Recentes

quinta-feira, 10 de março de 2016

Resenha: Só você pode me ouvir

Oi meus amores, como vocês estão? Desejo que esteja todo mundo bem :P. E aí, estão preparados pra mais uma resenha? Espero que sim hahahahaha... Hoje, a resenha será um pouco diferente, porque não é sobre livro e nem filme como eu falo aqui no blog. Eu já estava querendo fazer uma coisa diferente pra vocês... Só pra não ficar em livro e filme. DIY não rola pra mim, a tesoura e eu temos um caso de amor mal resolvido :p.

Sem mais delongas, a resenha de hoje é sobre um mangá, sim minha gente um mangá. Eles nunca foram muito presentes em minha vida, eu confesso. Sempre amei animes e amo (pretendo falar sobre alguns aqui no blog), mas mangá nunca me interessou muito, mas se tem uma coisa que o mundo sabe fazer é girar minha gente e cá estou. Além dessa diferença, foi também um pedido da minha prima que é super/ultra/mega/power viciada em mangás e sempre pediu pra que eu lesse e depois que eu li me pediu a resenha, abusada, mas tá valendo :p ... Na vida, quando um não quer o outro insiste ahahahaha...


Até quando eu penso que não, os livros me acompanham. O mangá de hoje é uma adaptação de um livro de Otsuichi Só Você Pode Me Ouvir (Kiminishika Kikoenai). O mangaká (cartunista/quadrinhista ou autor do mangá), juntamente com o autor, que fez essa adaptação foi Hiro Kiyohara, o mesmo de Another, um mangá super famoso e que já tá lista, segura que vai rolar resenha depois ;)

Só Você Pode Me Ouvir, possui apenas um volume, foi publicado no Japão em 2007, chegando ao Brasil em 2014 através da Editora JBC. Ele conta a história da adolescente Ryo Aihara, uma doce menina que não tem amigos e possui uma grande dificuldade ao falar. Por não ter com quem conversar a sua voz sai tremida, a sua voz fica presa e ela se sente insegura. Ryo acha que sua história seria diferente se ela tivesse um celular. Ela que faria novas amizades e teria com quem conversar. Até que um dia ela resolveu criar um celular em sua mente, exatamente do jeito que ela queria. O que ela não sabia é que este celular poderia fazer e receber ligações. Eu sei que parece meio louco, mas é nesse ponto que a história te prende.

De repente o seu celular toca em sua mente e ela atende, do outro lado está Shinya Nozaki, um adolescente japonês que adora consertar coisas e que também havia criado um celular imaginário. A partir daí nasce uma amizade que parecia ser impossível, mas intensa e verdadeira. Ryo, ainda se comunica, através do seu celular imaginário com Harada, uma jovem adulta com quem a Ryo divide suas alegrias e tristezas. Depois da descoberta desses novos amigos Ryo viverá vários eventos em sua vida, que definirá quem ela será daqui pra frente. Não posso falar mais nada, senão é spoiler pra tudo quanto é lado e vocês perdem os mistérios da história.

Eu amei o mangá, a história me fez refletir em muita coisa, enxergar as pessoas além do que elas aparentam ser. Logo após a leitura eu me lembrei de um trecho da música Wave, do Tom Jobim “é impossível ser feliz sozinho...”, não só a referência em relacionamentos amorosos, mas em todo tipo de relação que temos com as outras pessoas. Todos nós temos necessidade de nos comunicarmos com alguém, conversar, escutar e alguém que nos escute. Uma história emotiva e doce.



Quem já leu o que achou dessa história linda?

Primeiro Mangá: Achievement Unlocked (Conquista Desbloqueada).

Otakus e não-otakus desejo uma deliciosa e proveitosa leitura a todos ;)


Beijos da Jel  :*

2 comentários:

  1. Parece ser interessante, fiquei curiosa. Será que ela encontra eles?
    Bjs

    www.achadosdamila.com.br

    Fanpage - Achados da Mila

    ResponderExcluir
  2. Oi Mila, que bom que você ficou curiosa! Pra você descobrir, só lendo :D. Mas acho que você vai gostar. Adorei teu blog. Obrigada pelo seu comentário.
    Beijos

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar! Seu comentário é muito importante para nós.
Volte sempre :)

© Mero Detalhe - 2013. Todos os direitos reservados.
Design by: Colorize Desin .
Tecnologia do Blogger .