Posts Recentes

quinta-feira, 7 de julho de 2016

Animações para Amar e se Emocionar

Olá pessoal! Olha eu aqui de novo o/. Como vocês estão meus amores? Espero que tudo beleza, pois aqui está tudo na paz e que assim continue. Hoje eu vim indicar filmes bacanas para vocês ;).

Já tinha ouvido falar das animações do Studio Ghibli e do quanto elas são maravilhosas, mas confesso que demorei um pouco para ver alguma. Mas, como diz aquele velho ditado, antes tarde do que nunca! Para entrar nesse universo comecei conhecendo o fofíssimo Meu vizinho Totoro <3, mas acho que não preciso falar sobre ele aqui né? Acho que é umas das animações mais conhecidas do Studio. Bom, recentemente eu assisti mais 4 animações, O Reino dos Gatos, logicamente porque tem gatos, mentira! Também por causa disso... hahaha... Mas é bem divertido e não deixa de passar uma mensagem bacana como todos os outros. Outro que é bem leve e achei que com um tom mais infantil é Ponyo Uma Amizade que Veio do Mar, está disponível na Netflix e é um bom filme para assistir com os guris. Então já deixo essas recomendações para quem não assistiu assistir esses três.

Bom, mas na verdade eu vim falar de dois filmes que me tocaram bastante e eu super indico assistirem, caso não conheçam. 


O primeiro é o Túmulo dos Vagalumes, originalmente intitulado como Hotaru no Haka, foi lançado em 1988 e dirigido por Isao Takahata. É extremamente tocante e te digo que não é uma animação para crianças, definitivamente não. O enredo se passa na Segunda Guerra Mundial e conta a história de dois irmãos Seita e Setsuko em meio a guerra no Japão e passando por todos os transtornos possíveis que um ambiente assim pode trazer. Conviver com as eminências dos bombardeios, a destruição da cidade, da própria casa, perda de entes queridos, fome e escassez.


É interessante perceber que a gente a maioria das vezes olha para história da Guerra pensando nos heróis, nos soldados que deixaram suas famílias para combater e lutar pelo seu país e como suas vidas mudam ou acabam. Mas... E as pessoas que estavam em meio a isso tudo? Que tiveram que lutar sem armas, sem bombas e nem tanques. Muitos deles não tinham absolutamente nada, e é exatamente isso que o filme trás, como a guerra também atinge de forma assustadora aqueles que nem se quer pisaram num campo de batalha, mas tiveram suas vidas bombardeadas.


No Túmulo dos Vagalumes a relação dos dois irmãos, o amor e o cuidado entre eles é o que atenua as desgraças trazidas pela Guerra. Seita já é um adolescente e tenta cuidar da melhor forma possível da irmã menor Setsuko, que é apenas uma criança que tem que lidar com todas as perdas e abandono. Os vagalumes são como luzinhas a noite, uma pontinha do brilho da esperança de que a situação dos dois iria melhorar.

O mais Chocante de Túmulo dos Vagalumes, não é por que é uma história que pode ter acontecido, mas porque ela é baseada numa história real, a história de Akiyuki Nosaka que foi contada num livro com o mesmo título do filme. Confesso que quando terminei o filme eu fiquei muito emocionada e triste com tudo que aconteceu e fiquei imaginando as histórias quem nem se quer chegaram a ser contadas.

Assista ao Trailer e se emocione:


Agora, para vocês não ficarem tão tristes, eu trago a segunda indicação.


O Conto da Princesa Kaguya. É uma animação diferente das outras do Studio, dirigida também por Isao Takahata, foi lançada no Japão em 2013 e aqui no Brasil no ano passado. Diferente pelo desenho mesmo, parece que toda a animação foi feito a lápis e aquarela, é um filme esteticamente liiiiindo.


O Conto da Princesa Kaguya é baseado num conto do folclore japonês, O Conto do Cortador de Bambu. Que trás a história de um cortador de bambu chamado Sanuki no Miyatsuco que encontrou uma princesinha dentro de um bambu e resolveu leva-la para casa, pois achou ser um presente divino que ele era o escolhido para cuidar dela. A pequeniníssima princesa se tornou um bebê que foi criado pelo cortador de Bambu e sua esposa Ona, como se fosse filha. A pequena começa a crescer rápido e tudo para que ela prosperasse na vida aparece como mágica para os pais adotivos,seja alimentos, roupas e dinheiro. Ela acaba fazendo amizade com os meninos do vale e fica conhecida como Tekenoko, que significa Pequeno Bambu, e saem pela floresta se divertindo e se aventurando e acaba fazendo uma bela amizade com o mais velho entre os meninos, o jovem Sutemaru.


Porém certo dia o bambu trás muito ouro para o velho cortador, ele interpreta como um sinal e acaba decidindo que por ela ser uma princesa tem que viver e se comportar como uma. E a partir daí que a gente percebe como Takenoko é especial e a ligação que ela tem com a floresta, qual o significado de lar, as coisas mágicas e especiais acontecem, e o que realmente ela é, se é a princesa Kaguya ou apenas um pequeno bambu.

O Conto da Princesa Kaguya é bastante reconhecido e foi indicado a vários prêmios, inclusive ao Oscar em 2015 como melhor filme de animação, não levou a estatueta, mas venceu outras premiações em festivais de cinema pelo mundo. 

Deixo para vocês o trailer lindo de morrer e duvido que vocês não queiram assistir.



Espero que tenham gostado! E aí já conheciam alguma das animações? Compartilhe com a gente!


Beijos e até a próxima 

4 comentários:

  1. Eu acho lindo lindo lindo as animações do estúdio mas faz muito tempo que não vejo. São lindas as animações deles, eu gosto das mensagens. Esse dos Vaga-lumes eu não vi ainda vou procurar mas parece que já devo me preparar pra chorar ne? srsr beijos linda!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Bruna!
      São todas tão lindas mesmo, esse fds assisti mais outra... rsrs
      Prepare-se para chorar muito com a dos vagalumes!hahaha
      Beeijos

      Excluir
  2. Eu sou apaixonada por animações do gênero. Não conhecia nenhuma das duas e fiquei com o coração doído pela história dos vagalumes. Acho interessante como a animação com uma boa estética tira o "peso" que um filme com a mesma história traria, por exemplo, sem deixar de passar dua mensagem. Agora, sobre a Princesa Kaguya, é engraçado pois um dos meus animes favoritos já trouxe a Kaguya como uma personagem (e ela era uma vilã, rs). Seria interessante olhar a história por outro ângulo.

    Um beijo!
    www.saborabsinto.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Vanessa!
      Pode assistir que valem muito a pena!
      E Kaguya não tem nada de vilã ela é muito linda e mágica <3.
      Beeeijo

      Excluir

Obrigada por comentar! Seu comentário é muito importante para nós.
Volte sempre :)

© Mero Detalhe - 2013. Todos os direitos reservados.
Design by: Colorize Desin .
Tecnologia do Blogger .